Sectores da Economia

Os sectores da economia abrangem o sector primário, sector secundário e sector terciário.

Sector Primário;
Sector Secundário;
Sector Terciário;

Uma população activa no sector econômico estará inserida na distribuição das actividades econômicas que exercem. A economia do país, por consequência, estará relacionada directamente a esta divisão de sectores.

O motivo é bem simples: acordar os diferentes produtos a serem produzidos, bem como os meios que são produzidos. Estes sectores econômicos dirão respeito, igualmente, aos sectores respectivos de actividades industriais.

Dessa forma, os produtos originados, as formas de produção e os recursos ditarão tais sectores. Isso, de uma forma bastante sintética, colaborará com a avaliação do desenvolvimento da economia de uma nação.

Os três sectores da economia

Os sectores da economia, como supracitado, são o sector primário, secundário e terciário. Sua divisão se dará por meio de uma avaliação daquilo que é produzido; sob de que forma é produzido; o que utiliza para produzir.

Enfim, uma divisão posposta após produção, uma vez que depende da finalização daquilo que a indústria realiza. Dessa maneira, os sectores da economia irão se dispor em:
Sector Primário

Dentro dos sectores da economia, o sector primário abrange a produção por meio dos recursos extraídos da natureza. Exemplos directos do sector primário estão directamente relacionados ao dia a dia.

A mineração, a caça/pesca, pecuária, extrativismo vegetal (látex das seringueiras) e, claro, a agricultura. É o sector primário que leva a extracção para a indústria, que aguarda o recurso para a transformação.

O sector primário é considerado o mais volátil dentre os sectores da economia. Isso porque ele depende directamente dos factores climáticos, geográfico e da acção da própria natureza, tal como o próprio clima.

Os países dependentes deste sector não são de grande valia para o enriquecimento de uma nação. As chamadas commodities são produtos de baixo valor, sem adição agregada.
Sector Secundário

O sector secundário, diferentemente do primário, transforma a extracção do primário em novos produtos. A este processo dá-se o nome de industrialização; criação de produtos industrializados.

Indústria têxtil, alimentícia e automobilística são alguns dos exemplos do sector secundário. O valor agregado que não havia no sector primário é criado no sector secundário, sendo uma base da economia de várias nações.

O lucro obtido com esse tipo de comércio é deveras significativo. Países consolidados economicamente possuem, muitas vezes, o sector secundário como base de seus lucros.
Sector Terciário

Dentre os sectores da economia, o terciário relaciona-se directamente aos serviços oriundos da produção. Ou melhor, proporcionados pela produção.

Sendo assim, estes serviços citados seriam realizados por meio de empresas/pessoas que realizam o trabalho. Assim, estes serão os produtores directos das manufacturas do sector primário e secundário, basicamente.

Aos serviços estão directamente relacionados o trabalho comercial, de comunicação, educação, limpeza, alimentação, turismo e demais. Assim, é o sector que abrange os empregos; o giro da economia interna por meio de um capital que circula.

Em países com alto grau de desenvolvimento de sua economia, o sector terciário é abundante. Quanto mais rico, mais necessidade de produzir, consequentemente maior necessidade de mão-de-obra.

Por meio disso, os sectores da economia se correlacionam com o objectivo de potencializar a economia de um dado lugar. (Todo Estudo)

você pode gostar também